Notícias

Corra da Dor de Cabeça!

Corra da Dor de Cabeça!

Queixa frequente em consultórios médicos, a dor de cabeça atinge aproximadamente 70% da população. O tratamento varia de acordo com o tipo de problema, mas já está comprovado cientificamente que a atividade física regular e moderada pode não só reduzir a intensidade e a frequência desse incômodo, como também contribuir para o menor consumo de analgésicos. Porém, não é raro encontrar corredores reclamando de dores de cabeça durante ou após os treino. Entenda os motivos que causam isso.

Desidratação A adequada reposição de líquidos durante o exercício é fundamental para o bom desempenho esportivo e a saúde. O ideal é beber água em pequenas quantidades (para não ter desconforto gástrico) e nunca esperar sentir sede, que já é um sinal de desidratação. Além de poder causar dor de cabeça, o baixo nível hídrico no organismo pode acarretar outros distúrbios potencialmente graves.

– Hipoglicemia Ocorre quando o nível de glicose (açúcar) no sangue fica muito baixo. Para evitar o problema, é importante se alimentar corretamente de 30 a 60 minutos antes de correr (e durante o exercício, se ele tiver mais de uma hora de duração). A refeição pré-treino deve conter fontes de carboidratos, como frutas, pão integral e cereais. Logo após a atividade, fazer um lanche com carboidratos e proteínas também é importante para repor a glicose. A hipoglicemia é a principal causa de perda de consciência em atletas. Portanto, fique atento.

– Aumento abrupto de intensidade ou volume de treino Evoluir progressivamente na corrida é a chave para melhorar a performance sem prejudicar a saúde ou sofrer lesões. Se sua cabeça doer durante ou depois de um treino no qual você aumentou demais a velocidade e/ou a distância, interprete isso como um sinal para pegar mais leve nas próximas atividades.

– Alterações climáticas bruscas Além de gerar dor de cabeça, grandes variações de temperatura e umidade do ar tendem a prejudicar o rendimento esportivo e podem até impedir que você termine uma prova. Por isso, confira a previsão do tempo, utilize roupas adequadas para a prática esportiva e faça exercícios em horários nos quais as condições climáticas estão mais favoráveis (pela manhã ou no fim do dia).

Fique atento!
Se você acha que a dor de cabeça que sente durante ou depois da corrida não está ligada a alguma das opções citadas, procure um médico. Ele vai identificar as causas do problema e sugerir o melhor tratamento.

É importante saber que merecem atenção especial e atendimento médico os seguintes casos:

– Dor de cabeça de início súbito e de forte intensidade.

– Dor súbita durante atividade física vigorosa (levantamento de peso, atividade sexual, esforço de evacuação).

– Dor que não cede após o uso de analgésicos comuns.

Dra. Ana Gandolfi é neurocirurgiã e especializada em lesões de cabeça e coluna relacionadas ao esporte (CRM/SP: 133.791)

Designer by Neoware - Criação e Desenvolvimento de Websites e Sistemas - Desafie nossa Criatividade